Está pensando em fazer o curso de relações públicas? Vou compartilhar com você um pouco da minha experiência como aluna e profissional na área! Fiz o curso de Relações Públicas (RP) na Unesp de Bauru e na Faculdade Cásper Libero em São Paulo. Na época, ainda era uma habilitação do curso de Comunicação Social, assim como Jornalismo, Publicidade e Radialismo. 

Em 2013, o Ministério da Educação estabeleceu que o curso de relações públicas agora é uma formação específica, e não mais uma habilitação. A carga horária também aumentou e o estágio passou a ser obrigatório. Na prática, isto significa que você terá matérias ainda mais direcionadas a estratégias de relacionamento do que eu tive (e que precisará se esforçar mais). Minha opinião pessoal é que essa mudança foi ótima, principalmente, caso você esteja entrando nesta carreira pelos motivos certos!

Leia também:
Tudo o que você precisa saber sobre faculdade à distância
Tudo sobre o curso de Relações Internacionais
Engenharia da Computação | Tudo sobre o curso e profissão
Tudo sobre o curso de Enfermagem

Razões para escolher a profissão de relações públicas

O curso de Relações Públicas é pra quem tem interesse em trabalhar com a gestão estratégica da comunicação. Enquanto na publicidade valorizam-se os criativos, e no jornalismo destacam-se aqueles que carregam um amplo repertório teórico e cultural, o que faz o diferencial de um profissional de Relações Públicas é a capacidade de aliar habilidades ligadas à comunicação com competências também das áreas administrativas.

Além de Teorias da Comunicação, Comunicação Organizacional e Sociologia, você também irá estudar matérias como Estatística, Marketing e Economia. Ou seja, não é uma boa ideia se você está achando que o curso será uma forma de evitar as exatas. Quando você chegar ao mercado de trabalho, esse tipo de conhecimento mais analítico também será muito importante para mensurar o resultado de suas ações e apresentar resultados.

Afinal, o que faz um profissional de relações públicas?

Relações públicas profissão

O relações públicas cuida da imagem de uma organização ou pessoa pública

Em uma definição bem resumida, o relações públicas cuida da imagem e das relações de uma organização ou pessoa com seus mais diversos públicos estratégicos. “Organização”, porque nem sempre são empresas: há espaço para RPs em ONGs, negócios sociais (como a Geekie 🙌), governo…Têm RPs que cuidam da imagem de pessoas públicas (políticos, celebridades, empresários). Com “públicos estratégicos”, entenda clientes, investidores, funcionários, parceiros, órgãos públicos, sociedade, etc.

 

 

Ãhn?! 🤔

Um dos lados ruins da carreira é que poucas pessoas entendem o que os Relações Públicas fazem e você passará boa parte do tempo tentando explicar. Mas a melhor forma de mudar esta realidade é fazendo um trabalho bem feito e notório. Pra facilitar, fiz uma listinha – não esgotável – do que o dia a dia de um profissional de Relações Públicas pode envolver:

Principais tarefas de um relações públicas

  • Mapear os públicos estratégicos da organização
  • Planejar e centralizar o relacionamento com a imprensa e os influenciadores (jornalistas também fazem isso e há uma briga acadêmica envolvida 😮)
  • Produzir eventos organizacionais
  • Planejar a comunicação a longo prazo
  • Construir marcas
  • Gerenciar conflitos e crises de reputação
  • Planejar e divulgar as mensagens-chave de sua organização
  • Elaborar e analisar pesquisas de opinião que ajudem a definir estratégias organizacionais
  • Atuar como pesquisador ou professor (na área acadêmica). É possível pesquisar, por exemplo, as teorias da comunicação, cultura organizacional, mídias e tecnologias.

Leia também: Direito: saiba tudo sobre o curso e a faculdadeBolsas de estudo e dicas para fazer faculdade em outra cidade

Uma “profissão do futuro”

Curso de relações públicas e comunicação digital

Muitos profissionais formados em relações públicas atuam na área de comunicação digital

Outra coisa legal é que os profissionais de Relações Públicas têm se apropriado de muitas funções que nascem com o mundo digital. É comum encontrar pessoas que tiveram as Relações Públicas como formação básica – e depois agregaram outras habilidades e experiências – atuando como analistas de redes sociais, especialistas em marketing digital e profissionais do inbound marketing.

Se você está mirando uma “profissão do futuro”, vale olhar o curso de relações públicas com carinho. Só não deposite na faculdade a expectativa de receber todo este conhecimento prático. O mercado de trabalho caminha com passos mais apressados do que a educação.

Estude com o Geekie Games para o vestibular de relações públicas

Vamos aos detalhes práticos do curso de relações públicas📚

O curso costuma ter 4 anos de duração e ser centralizado em um único período do dia (matutino ou noturno), o que deixa você livre para o estágio. Eu cursei os dois primeiros anos na Unesp e os dois últimos na Cásper Líbero.

Nas duas faculdades, a principal forma de avaliação eram trabalhos ou projetos em grupo. Havia poucas provas – o que não significa moleza 😨! O que eu gostei neste formato é que ele tornou o aprendizado mais prático e aplicável.

Como escolher a faculdade de relações públicas

Na hora de escolher onde estudar, vale pesquisar sobre o viés que a faculdade segue. Eu senti uma diferença gigante entre a Unesp e a Cásper Libero, por exemplo. Enquanto a primeira valorizava a formação teórica e cultural do aluno e ia muito mais a fundo em matérias como antropologia, psicologia e sociologia, a Cásper tinha um aspecto mais prático e priorizava a formação do aluno para o mercado de trabalho organizacional. Não tem certo ou errado, mas existem características que podem se ajustar melhor ou pior para o que você quer para o seu futuro.

Continua com dúvidas sobre o curso e a carreira de relações públicas? Pergunta aê 🙂 Vou tentar responder as perguntas mais populares que aparecerem nos comentários.