Você sabe como ter motivação para estudar? Selecionei algumas coisas que eu faço para não perder o foco e turbinar os estudos. Vamos lá?

Imagina que você abre o seu livro, pega o lápis e o papel. Começa a ler uma página, porém percebe que não prestou muita atenção ao que estava escrito. Os seus braços começam a doer por estar na mesma posição. O computador mostra uma notificação do Facebook. Fecha rapidamente o site e tenta se concentrar. Depois de um tempo, você começa a ficar triste, pois está com vontade de fazer outras coisas, mas não estudar.

Sua motivação já acabou e você já não quer mais focar na preparação para o Enem, vestibular, concurso público e outras provas? Você está estudando um assunto pela segunda ou terceira vez, e ainda têm dificuldades para aprenderA rotina citada acima parece um pouco com a sua? Esse artigo foi escrito pra você que necessita de um incentivo.

7 dicas de motivação para estudar 

1. Pense sempre positivo

Você é daqueles que já fica todo preocupado quando lembra que tem monte de coisa para estudar em pouco tempo? Relaxa. Pensar assim não vai adiantar nada!

O ideal é você anotar tudo o que precisa fazer e reorganizar o seu tempo. Não adianta ficar se lamentando porque não entendeu nada da matéria dada pelo professor…

Estude e anote as dúvidas para perguntar para o professor, amigo ou pesquisar na internet. Não fique chateado com você mesmo se não conseguiu realizar alguma tarefa ou não deu conta de colocar as matérias atrasadas em dia. 

Leia também:
Histórias de alunos que passaram no vestibular
Como passei na USP estudando sozinha

2. Defina objetivos

Para alcançar o sucesso nos exames, você precisa organizar, planejar e definir os objetivos de estudos. Usar ferramentas de estudo online como o Geekie Games é a forma ideal para desenvolver o seu plano de estudo, aprender os principais conceitos e, finalmente, alcançar os objetivos!

Quer saber um dos benefícios de ter um objetivo de estudo? Você não entrará em pânico com medo das provas, pois sabe que estudou tudo o que era necessário. Desde que você tenha um planejamento, irá ficar com a consciência tranquila. Uma mente livre de estresse te deixa mais confiante no processo de aprendizagem.

motivação para estudar: coloque a meta de fazer exercícios de matemática, por exemplo

Leia mais: Por que não desistir de Medicina?

3. Tenha metas de estudo

Você sabia que quando define metas fica muito mais fácil de executar certas tarefas? Mas, o que seriam metas de estudo? Veja abaixo:

Quando você se aproximar de uma das suas metas, a sua eficiência irá aumentar.  Mas, seja bem específico quando criar as suas metas – caso não seja, você nunca saberá se realmente está terminando a tarefa.

Leia mais: Técnicas para revisão dos estudos

4. Relaxe

Manteve o foco, resolveu todos os exercícios da lista e estudou todo o conteúdo necessário? Agora é hora de relaxar!

Assista à sua série favorita, pratique um esporte, ou saia para comer algo que você gosta. Faça qualquer atividade que você curta para ser usada como uma recompensa.

Porém, se você não realizar o que é necessário, não vá se subornar. Seja honesto consigo mesmo! A recompensa deve ser proporcional à dificuldade da atividade feita. É assim que você criará um hábito de estudar sempre com animação!

5. Cuide da sua saúde

Todo mundo sabe que um corpo cansado não consegue fazer nada, não é? Do que adianta você dormir mal, não comer corretamente e passar a madrugada inteira estudando? Saiba que isso só acaba com a sua saúde e disposição. Cansou? Descanse. E amanhã volte com tudo!

6. Tenha foco  

Por que você quer fazer um curso na faculdade? Tem algum motivo que te fez escolher essa carreira? Separe um tempo para você pensar no que te faz ter tanto esforço e dedicação. O que te faz perseguir esse sonho?

O que irá mudar na sua vida depois disso? Esqueça coisas como sucesso e dinheiro. Tenha em mente o significado de tudo isso que te faz seguir em frente! Nada é mais revigorante do que a sensação de conseguir algo!  

7. Não desanime com o fracasso

Se não der certo neste ano, lembre-se: você não é o primeiro e nem o último a ter que enfrentar uma reprovação. Isso também não é sinal de incapacidade ou falta de esforço. Você cumpriu o seu dever e fez o seu melhor.

Pode ser difícil, mas não se cobre tanto, não pegue pesado com você. A tão sonhada aprovação depende muito mais do que a quantidade de horas estudadas. Fatores como condição física e emocional e ansiedade também devem ser levadas em conta. Nunca questione a sua capacidade, ok? E o mais importante: não desista! Acredite em você e no seu potencial e tente manter a motivação!