O feriado de 07 de setembro é uma homenagem ao dia da Proclamação de Independência do Brasil. Você sabia que esse assunto é muito recorrente no Enem?

A seguir, leia um resumo sobre a Independência, e saiba quais foram as causas e as consequências deste processo histórico. Para saber mais, assista à videoaula grátis. 😍

Resumo: Independência do Brasil

A Proclamação da Independência do Brasil aconteceu no dia 07 de setembro do ano 1822, pelo príncipe regente D. Pedro I, filho de D. João VI. Veja também uma aula sobre Brasil Pré Colonial

Estudar Independência do Brasil

Antecedentes e causas da Proclamação da Independência

Independência do Brasil resumo

D. João VI

  • Família real portuguesa no Brasil
  • Fim do Período Napoleônico
  • Pressão para recolonização do Brasil e volta de D. João VI a Portugal
  • Fortalecimento do movimento republicano e abolicionista no Brasil
  • Conflito entre os interesses de portugueses e brasileiros

A família real veio ao Brasil durante o Período Napoleônico. Com o fim do Período Napoleônico na Europa, em 1815, os portugueses queriam que o imperador voltasse a Portugal.

Por isso, D. João VI tornou o Brasil um reino unido de Portugal e Algarves. Ou seja, nosso país deixou de ser uma colônia, o que conflitava com os interesses de Portugal.

Com a permanência de D. João VI, o movimento republicano e abolicionista começou a ganhar força. Dentro do movimento, houve a Revolução Pernambucana (1817), que era contra o governo português, e a favor da República. O movimento teve influência das ideias iluministas e foi incentivado também por uma crise econômica.

Os portugueses, não satisfeitos com a permanência D. João VI no Brasil, lideraram a Revolução Liberal do Porto (1820). A burguesia liberal de Portugal exigia a fundação de uma Monarquia Constitucional, a volta da família real e a recolonização do Brasil. Veja mais na aula.

Você pode gostar de ler:
As 5 matérias de História que mais caem no Enem
100 anos da Revolta do Contestado: Resumo
Os 32 assuntos mais fáceis do Enem
10 filmes para você aprender História

A História da Independência do Brasil – Período Regencial

Com a pressão dos portugueses para a volta de D. João VI a Portugal, o imperador nomeou seu filho Pedro de Alcântara como regente do Brasil (1821-1822), e voltou a Portugal.

Havia duas frentes políticas no Brasil, uma a favor de uma revolução republicana liberal abolicionista, e outra conservadora, formada pela elite agrária. A solução era declarar a independência, mas manter as estruturas tradicionais.

O que foi o “Dia do Fico”?

Independência do Brasil Resumo

Em janeiro de 1822, D. Pedro recebeu um ultimato para retornar a Portugal, e proclamou a Independência dizendo “Se for para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto, diga ao povo que fico”. “Independência ou Morte“. O evento ficou conhecido como “Grito do Ipiranga”.

Período Pós Independência do Brasil – Primeiro Reinado

Independência do Brasil resumo

Bandeira do Império do Brasil

  • Constituição “Liberal” de 1824 foi outorgada
  • Governo autoritário de D. Pedro I (Poder Moderador)
  • Confederação do Equador
  • Reconhecimento da Independência em 1825
  • Crise econômica

A disputa pelo poder entre portugueses e brasileiros não se encerrou em 7 de setembro de 1822. D. Pedro I, o príncipe que proclamou a Independência do Brasil, foi expulso pouco tempo depois, em 1831.

Estudar Primeiro Reinado

A constituição de 1824

Uma assembleia constituinte já estava se organizando para escrever a constituição desde 1823, mas foi dissolvida pelo imperador.

Uma constituição foi outorgada (imposta) no Brasil em 1824. Entre as principais características da primeira constituição, havia a criação do Poder Moderador, que dava ao imperador o direito de interferir nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Também definia uma monarquia constitucional representativa e o catolicismo como religião oficial.

A Confederação do Equador

A reação ao autoritarismo foi intensa. A Confederação do Equador foi à guerra contra o rei. O movimento uniu Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará e tinha como objetivo uma república federalista. O líder, Frei Caneca, e os outros aderidos ao movimento foram mortos por uma tropa mercenária contratada por D. Pedro I.

O reconhecimento da independência

Os Estados Unidos foram o primeiro país a reconhecer a independência brasileira, motivados pela chamada “Doutrina Monroe” em 1824. Portugal reconheceu após o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas, em 1825. A Inglaterra autenticou a independência em 1827 mediante o estabelecimento de baixas tarifas alfandegárias, que haviam no Tratado de 1810.

D. Pedro I perdeu a Guerra Cisplatina, que tornou o Uruguai independente. O imperador foi chamado de déspota incompetente em meio à profunda crise econômica da época, devido ao fraco desempenho da agro exportação.

Noite das garrafadas: a abdicação do trono

D. Pedro I era apoiado apenas pela elite portuguesa. Após a “Noite das garrafadas”, abdicou o trono (em 1831). Esse evento foi um conflito entre os apoiadores da situação e a oposição formada por brasileiros. Garrafas foram jogadas ao imperador, o que deu nome ao acontecimento.

O imperador tinha viajado a Minas Gerais, quando Libero Badaró foi assassinado. Ele era um jornalista que denunciava o autoritarismo do governo de D. Pedro I. Por isso, sua morte foi interpretada como uma ordem de D. Pedro I.

Na volta ao Rio de Janeiro, o imperador seria recepcionado com uma festa. Mas ela se transformou em uma revolta que culminou na abdicação do trono para seu filho D. Pedro II. Como ele tinha 5 anos de idade, o governo foi assumido por uma regência trina provisória. 

Estudar revoltas do Brasil Império

Questões do Enem sobre Independência do Brasil

Veja exemplos de questões sobre a Independência abaixo.

Questão de História da prova do Enem 2014 sobre Independência do Brasil

questão enem 2014 independência do brasil

Resposta: B) Enfraquecido o pacto de dominação metropolitana.

Questão de História da prova do Enem 2013 sobre Independência do Brasil

história questão historia enem 2013

Resposta: B) Liderança popular — estabilidade política.

Questão de História da prova do Enem 2009 sobre Independência do Brasil

questão de história enem 2009

Resposta: A) Dos rumores acerca da revolta escrava do Haiti, que circulavam entre a população escrava e entre os mestiços pobres, alimentando seu desejo por mudanças.

Ficou com alguma dúvida sobre a Independência do Brasil? Conta para a gente! E não esqueça de estudar com o Geekie Games o que mais cai no Enem em história.

#tamojunto