Oi! Meu nome é Ana Laura, tenho 21 anos e sou de São Paulo capital. Sempre estudei em escola pública e me formei no Ensino Médio em 2014. Passei na USP em Relações Públicas (RP) em 2018. Aqui vou contar para vocês um pouco da minha preparação para o vestibular.

Em 2015, eu comecei a cursar Letras na USP, mas desisti do curso para prestar Relações Públicas (também na USP).

Leia também:
Relações Internacionais – Tudo sobre o curso
Temas anteriores da redação do Enem

Como estudei online para passar na USP

Minha história com o Geekie é um tantinho antiga. Em 2014, a coordenadora do Ensino Médio passou nas salas do terceiro ano entregando um marca páginas de um cursinho online do governo e disse que nós teríamos acesso de graça por ser nosso último ano na escola.

Fiquei curiosa, mas fui testar e gostei muito do método por ser bem dinâmico, flexível e dar autonomia para quem estuda. Neste ano, eu estudei para o curso de Letras e consegui a minha aprovação em 2015.

Em 2016, decidi prestar vestibular e o Geekie Games já era minha escolha por ter usado o método em 2014 (na primeira vez que eu fiz a Fuvest pra valer). Como eu ainda estava na faculdade e fazia estágio, não consegui manter uma rotina de estudos e não passei no vestibular nesse ano.

No ano passado (2017), eu decidi prestar o vestibular novamente. Comecei a estudar por volta de março e intensifiquei meus estudos em julho. O que me dava mais força para não desistir acho que era a vontade de mudar a realidade que eu estava e começar a fazer algo que realmente me fizesse feliz.

Eu criei meu próprio plano de estudos baseado nos conteúdos cobrados pela Fuvest e busquei as aulas no Geekie Games.

Também fiz todos os simulados do Enem do Geekie, além de simulados de outros sites e provas antigas da Fuvest, para ter uma boa noção do quanto eu estava evoluindo.

Saiba mais:
Ainda dá tempo de estudar para o Enem?
Como funcionam as nossas videoaulas para o Enem?

Dificuldades

Como eu estava estudando sozinha em casa, minha rotina foi bem puxada porque cobrei muito de mim mesma (mais por receio de não conseguir me equiparar com os outros concorrentes). Eu estudava praticamente o dia inteiro, todos os dias. Hoje eu entendo que não foi a opção mais saudável, mas foi o que funcionou para mim na época.

A minha  maior dificuldade foi manter a concentração, justamente por estar estudando sozinha. Sempre tem uma distração e, em casa, o ambiente é muito propício pra você perder o foco.

Minha maior dificuldade com relação às matérias foram as Exatas, mas eu dei o meu jeito. No fim, eu até descobri que gosto e entendo de Biologia e Geografia.

A escolha do curso e da universidade

trote no primeiro dia na usp
Imagem da recepção dos calouros na ECA-USP

RP surgiu na minha vida por acaso. Eu sabia que queria trocar de curso para estudar Comunicação, mas eu não tinha vontade de cursar Jornalismo, nem Publicidade.

Um dia, tentando encontrar um rumo na vida, fiz um teste vocacional e Relações Públicas apareceu como uma das opções. Fui pesquisar sobre o curso e foi amor à primeira vista! ❤

Prestar o vestibular para a USP foi minha única opção por questões financeiras (não tinha condições de estudar em uma faculdade particular, nem de me mudar para o interior) e também por afeto: lá é um universo que te cativa se você permitir.

Tentei entrar na USP por duas vias: Fuvest e Sisu. Fui aprovada pela Fuvest na primeira chamada e a emoção foi tanta que eu quase desmaiei!

Minhas dicas para passar no vestibular

Para quem está prestando vestibular (e principalmente pra quem veio de escola pública e/ou precisou estudar e trabalhar, como eu), o meu conselho é: encontre algo que te motive muito e se agarre nisso! Pode ser estudar o que você gosta, trabalhar no lugar que você sempre quis ou até mesmo ir em todos os rolês da faculdade.

Tenha isso sempre em mente e não deixe ninguém te por pra baixo, apesar de todas as dificuldades ou de quantas vezes leve pra você acertar.

A única pessoa que vai sentir a felicidade de realizar os seus sonhos é você, assim como a única pessoa que vai sentir a dor de desistir deles também é você. Boa sorte!