Você tem dificuldade de memorização nos seus estudos para o Enem, ou precisa de ajuda para organizar raciocínios e ideias?  Neste artigo você irá aprender como fazer um mapa mental e também em quais ocasiões você poderá utilizá-los.

O que é um mapa mental?


Mapa mental da @med_rabiscos sobre estequiometria. Leia também o resumo sobre cálculo estequiométrico

Mapa mental é um diagrama que permite que você organize ideias de forma simples e lógica, representando-as visualmente, facilitando o processo de memorização.

Ele começa com um tema central, que evolui através de linhas ou “ramos” relacionando os subtópicos do tema.

É conhecido como um método de memorização que ajuda a aumentar o aprendizado. Foi criado com base no funcionamento do cérebro, que tem mais facilidade de organizar idéias de formas sistematizadas. É muito efetivo para:

  • Organizar matérias para revisar
  • Fazer planejamentos
  • Traçar objetivos
  • Organizar idéias em reuniões e em brainstorms
  • Atividades que necessitem de organização de idéias

Esse método foi criado pelo escritor inglês Tony Buzan, que é uma das maiores autoridades no estudo do cérebro, memória e aprendizagem.

Leia também:
Os assuntos que mais caem no Enem
Dicas de interpretação de texto
Como usar flashcards para estudar
10 Assuntos que podem cair no Enem 2018

Então como fazer um mapa mental?

Existem duas formas: desenhando, ou através de ferramentas na internet. Indicamos que o mapa seja feito a mão. O motivo é que temos mais facilidade para aprender quando fazemos algo à mão. Por isso, o mapa mental vai funcionar melhor para o seu aprendizado se você fizer dessa forma.

Para desenhar o mapa mental, você irá precisar de papel e caneta. Procure usar canetas coloridas para separar as informações em cores diferentes e ajudar na dinâmica do seu mapa.

9 passos para desenhar um mapa mental:

  1. Defina o tema central, ex: Geometria.
  2. Procure informações que envolvam o tema e leia bastante sobre os assuntos que você precisará colocar no mapa.
  3. Utilize cores, setas e desenhos. Esses elementos no mapa vão ajudar você a associar os assuntos e lembrar deles posteriormente.
  4. Use palavras-chave curtas para montar o fluxo do seu mapa, pois as grandes tiram o foco e podem confundir.
  5. Deixe a folha em formato paisagem. Isso ajuda as ideias a fluírem melhor.
  6. Comece desenhando no centro da folha, colocando o tema central e o envolvendo com algum elemento visual. Exemplo: um balão de idéia ou algum desenho que represente a palavra.
  7. Conecte as linhas de forma decrescente, ligando os maiores junto com os subtópicos e o tema central, e os assuntos mais específicos, com linhas menores, ligando nos subtópicos. Ficou confuso? Veja um exemplo:

8. Faça linhas com curvas. Desse modo, o cérebro terá mais facilidade de manter a atenção, já que linhas retas deixam a mente entediada com mais facilidade.
9. Por fim consulte-o sempre para não esquecer a linha de raciocínio. O cérebro precisa de um tempo para memorizar novas informações até que elas se tornem naturais.

Saiba mais:
Ainda dá tempo de estudar para o Enem?
Como fazer intercâmbio de graça no Ensino Médio?

Veja um exemplo de como aplicar o mapa mental para estudar um assunto do Ensino Médio:

1. Escolha um assunto e veja uma videoaula sobre ele.
2. Confira o resumo que aparece no final da aula:

3. Com a folha e as canetinhas em mãos, escreva o tema central do mapa. Ele deverá ser o nome do assunto que você pretende memorizar.
4. Os subtópicos deverão ser os pontos importantes desse assunto.
5. Ligue cada subtópico com as explicações ou resumos dos pontos importantes.

Estudar para fazer o mapa mental