Fatos históricos são comemorados todos os anos, as chamadas efemérides. Diversas universidades aproveitam isso para redigir os seus vestibulares e cobrar conhecimentos dos estudantes. Estes também são assuntos que podem cair no Enem 2018 ou em outras provas.

Por isso, fizemos uma lista com os temas que fazem aniversário de 30, 50, 100 e 130 anos em 2018 e indicamos também as videoaulas gratuitas para te ajudar a estudar. Pode ser que estes temas apareçam em provas de conhecimentos gerais, de história ou até em temas de redação.

Se você está procurando os assuntos mais frequentes no Enem, leia o nosso outro artigo.

Resumo de 10 assuntos que podem cair no Enem 2018 

Fato que completa 30 anos

1. Constituição cidadã (1988)

Promulgada em 5 de outubro de 1988 a Constituição da República Federativa do Brasil, atual Carta Magna, está completando 30 anos em 2018. Em um Brasil que acabara de sair de um regime militar, foi necessário uma nova constituição que garantisse direitos que antes eram inexistentes.

Estudar a Constituição de 1988

Ela foi apelidada de constituição cidadã por ampliar e criar diversos direitos individuais e também por levar em conta a opinião da população que ajudou a construir a nova constituição (saiba mais na aula).

É considerada uma das constituições mais democráticas por diversos especialistas, trazendo igualdade aos brasileiros e garantindo os mesmos direitos.

Leia também:

O que é Socialismo?
Resumo de atualidades do primeiro semestre de 2018
10 filmes para você aprender História
Guerra do Contestado – Resumo – causas, consequências
Aprenda a fazer mapas mentais
Cálculo da probabilidade e definições

Saiba mais:
Ainda dá tempo de estudar para o Enem?
Como funcionam as nossas videoaulas para o Enem?
Segunda Guerra Mundial | Resumo

Fatos que completam 50 anos

O ano de 1968 foi histórico no âmbito global. Ainda no contexto de Guerra Fria, o mundo estava dividido entre duas grandes potências, EUA e URSS.

2. Assassinato de Martin Luther King 

Vencedor do prêmio Nobel da Paz em 1964, Martin Luther King, foi assassinado em 4 de abril de 1968 ao 39 anos, em Memphis, (Tennessee-EUA).

Estudar história dos EUA

Ele foi um dos mais influenciadores líderes pacifista da década de 50 e 60, nos Estados Unidos. Lutou contra a discriminação, segregação racial, direitos das mulheres e na Guerra do Vietnã (entenda na aula).

Entre suas reivindicações estavam: direitos civis, liberdade, igualdade, salários bem como postos de trabalhos dignos.

Contexto Histórico

No final do século XIX, ocorreu a Guerra de Secessão nos EUA. O presidente Abraham Lincoln, apoiado pelos estados do norte dos Estados Unidos, queria aprovar o fim da escravatura. Foi por isso que a guerra aconteceu. Os Estados Sulistas que não queriam perder a mão de obra escrava deram início a uma guerra civil entre os estados do Sul e do Norte.

A Guerra terminou com os Estados do norte vitoriosos, e os negros tiveram sua liberdade civil aprovada.  A abolição da escravatura nunca foi bem aceita e após isso os negros sofreram segregações. Por exemplo, não puderam estudar na mesma escola que os brancos, ou até mesmo frequentar as mesmas igrejas e locais públicos.

Nos EUA, os Estados têm autonomia para fazer suas próprias leis. No sul, existiam leis segregacionistas até 1965, as chamadas leis de Jim Crow.

3. AI-5 (Ditadura Militar)

O Ato Institucional número 5 foi decretado em 13 de dezembro pelo presidente militar Costa e Silva. O principal objetivo do AI-5 era conter a oposição ao regime militar.

Estudar o Regime Militar no Brasil

As determinações do AI-5 eram:

  • cassação de mandatos (saiba mais na videoaula);
  • fechamento do congresso nacional por tempo indeterminado deixando todo o poder centralizado no Executivo;
  • fim dos direitos e liberdades constitucionais individuais;
  • fortalecimento das instituições repressoras e fim dos habeas corpus para delitos políticos.

Contexto Histórico

O regime militar no Brasil aconteceu entre 1964 e 1985. O primeiro presidente foi o General Castelo Branco.

Do ponto de vista dos militares, o regime instaurado seria uma “Nova Ordem” que estaria salvando o Brasil de um possível regime comunista.

Durante esse período, os militares utilizaram os Atos Institucionais para decretarem diversas ações contra os opositores.

Em 1967, uma Constituição foi promulgada sem Constituinte. Os opositores reagiram a isso e foram violentamente reprimidos pelos aparatos policiais e militares, que os calaram.

4. A Primavera de Praga

Há 50 anos, Alexander Dubcek foi eleito primeiro secretário do partido comunista da Tchecoslováquia (atual Eslováquia), dando início a chamada Primavera de Praga.

Estudar Guerra Fria

Dubcek queria promover um socialismo com o “rosto humano” dando início a várias reformas no país tornando-o mais liberal.

E, em agosto de 1968, tropas soviéticas e de países socialistas do Leste Europeu que faziam parte do Pacto de Varsóvia, invadiram a Tchecoslováquia e deram fim às reformas. Saiba mais sobre o contexto da Guerra Fria na aula.

Contexto Histórico

A Tchecoslováquia era um aliado ao bloco liderado pela União Soviética, ou seja, eles seguiam um socialismo fechado e autoritário.

Alexander Dubcek era contrário a esse regime e tinha apoio da população que queria um país mais aberto. Além disso, outros países como a Romênia também apoiavam essa mudança.

Para a União Soviética, isso era uma clara ameaça ao poder que eles tinham sobre o bloco econômico, e por isso ocorreu a intervenção no país.

5. Maio de 68

O movimento de maio de 68, foi uma série de manifestações que ocorreram na França, que a princípio pediam reformas no setor educacional.

Estudar movimentos sociais

Diversas classes aderiram às manifestações o que resultou numa greve geral no país. Os manifestantes também eram contra o Governo do então presidente Charles De Gaulle.

Contexto Histórico

O principal ator de Maio de 68 eram os movimentos estudantis. Eles reivindicavam principalmente reformas na educação, mas o movimento foi muito além disso. Diversos foram os fatores que causaram esse conflito, inclusive a luta pelo fim da Guerra no Vietnã.

Logo o movimento tomou força na França e no mundo e os protestos foram fortemente reprimidos pela polícia, levando a intensos confrontos.

6. Ofensiva do Tet (Guerra do Vietnã)

A chamada Ofensiva do Tet completou 50 anos em 30 de janeiro de 1968 e seu resultado foi a retirada do exército americano e o fim do envolvimento dos EUA no Vietnã.

Estudar a descolonização do Vietnã

Esse ataque tem esse nome porque o Tet é feriado mais importante comemorado naquele país. Ele é o primeiro dia do ano do calendário lunar vietnamita.

A ofensiva começou no início da manhã de 30 de janeiro, e consistiu em um ataque coordenado pelos vietcongs e norte vietnamitas. Diversas cidades do Vietnã do Sul foram atacadas e a embaixada norte-americana localizada em Saigon foi tomada.

Contexto Histórico

O Vietnã era uma colônia francesa, que foi ocupada pelo Japão durante a Segunda Guerra Mundial. É nesse contexto que surge uma guerrilha, na qual o principal objetivo era expulsão dos japoneses e franceses, chamada viet minh criada por Hồ Chí Minh.

Em 1954, o Vietnã conseguiu sua independência que foi formalizada na conferência de Genebra. A Guerra Fria estava no ápice entre EUA e URSS. O país acabou dividido entre Vietnã do norte (direcionamento ideológico comunista) e Vietnã do Sul (direcionamento ideológico capitalista).

Essa divisão aconteceu quase como uma imposição dos EUA, pois existia uma teoria de que nenhum país do Sul da Ásia poderia se tornar comunista, pois assim todos os outros países iriam aderir a essa ideologia.

Com isso, surgiu uma guerrilha do Sul que propunha a unificação do Vietnã sob a liderança do Norte, dando início a uma guerra civil entre Sul e Norte.

7. Missão Apollo 8

A Apollo 8 foi a primeira missão tripulada à orbitar a Lua em dezembro de 1968.

Estudar Guerra Fria

Os norte-americanos tiveram informação da inteligência de que os soviéticos estariam na iminência de lançar uma missão tripulada e decidiram mudar a missão da Apollo 8, que originalmente orbitaria apenas a Terra, para orbitar a Lua primeiro.

A missão ficou muito famosa, no contexto da corrida espacial, durante a Guerra Fria (saiba mais na aula), por conta da transmissão no Natal feita por três astronautas norte-americanos. Eles filmaram a Lua e a Terra e leram trechos do Gênese do Antigo Testamento, o que associou a Igreja com o Estado e gerou a famosa fotografia Earthrise.

Fatos que completam 100 anos

8. Fim da Primeira Guerra Mundial 

Chamada de a Grande Guerra (28 de julho de 1914 a 11 de novembro de 1918), esta seria uma guerra decisiva e que resolveria diversas questões. Porém, o prolongamento do conflito e a condução das negociações de paz deram indícios de que existiria uma nova guerra.

Estudar Primeira Guerra Mundial

A Primeira Guerra Mundial pode ser considerada a grande guerra do imperialismo, uma vez que envolveu dois blocos de países com interesses fundados na necessidade de expansão econômica. Além disso, havia o nacionalismo disseminado, que alimentava diversas questões, como o revanchismo francês contra a Alemanha. Entenda mais na aula.

Veja também:
Toyotismo | Conceitos e Definição

9. Nascimento de Nelson Mandela

Em 18 de julho de 1918, nascia Nelson Mandela, o líder do movimento contra o apartheid e presidente da África do Sul.

Estudar conflitos na África

Mandela nasceu em Mvezo, África do Sul e seu nome de nascimento era Rolihiahia Dalibhunga Mandela. Ganhou o nome Nelson de sua professora enquanto estava na escola, em homenagem ao Almirante Horatio Nelson. Por ser uma colônia inglesa, era um costume dar nomes ingleses às crianças que estudavam lá.

O apartheid era um regime que segregava e oprimia os negros, limitando seus direitos e favorecendo uma minoria branca que morava no país. Estude os conflitos na África com a videoaula.

Grupos que eram contra e resistiam a essa segregação surgiram e foram reprimidos com violência pelas autoridades. Mandela fazia parte e era líder de um dos grupos contra o apartheid foi preso diversas vezes.

Em 1964, foi condenado à prisão perpétua e solto em 1990. Após a pressão nacional e internacional para o fim apartheid e libertação de Nelson Mandela e outros presos, o atual presidente F. W. Klerk o libertou.

Em 1993, ele recebeu o Premio Nobel da Paz, e foi eleito presidente em 1994 após uma nova constituição ser instaurada e dar direito de voto para os negros. Governou até 1999. Após abandonar a vida política, seguiu militando em prol dos direitos sociais e justiça.

Faleceu em 5 de dezembro de 2013, em Johanesburgo, na África do Sul aos 95 anos de idade.

Fatos que completam 130 anos

10. Abolição da escravatura no Brasil

A Lei Áurea foi assinada pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888, completando 130 anos em 2018. Cerca de 700 mil escravos foram libertos com a lei em vigor, que garantia a liberdade de maneira imediata.

Estudar a Escravidão no Brasil

O Brasil foi o último país do continente americano a abolir a escravidão. A lei não previa assistência aos negros libertos. Por isso, eles não foram integrados à sociedade, nem contavam com qualquer auxílio para poderem recomeçar sua vida. O povo negro continuou a viver de forma segregada. Até os dias atuais, é possível ver esse reflexo na sociedade.

O que você achou do nosso resumo dos assuntos de história que podem cair no Enem 2018? Já estudou com as aulas sobre esses temas? #tamojunto